Maternidade
Inaugurada em 21/07/2008, a maternidade Dr. João Amorim atende gestantes de baixo e alto risco, que são encaminhadas pelas UBS de referência da região para partos e consultas obstétricas de urgência e emergência.

Composta pelo Centro de Parto Humanizado, Alojamento Conjunto e Unidade Neonatal, a maternidade segue as orientações da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde sobre a humanização do parto e incentivo ao parto normal. Por isso, 76% dos partos no hospital são normais, realizados por enfermeiros obstetras.

Centro de Parto Humanizado (CPH) No Centro de Parto Humanizado (CPH) a gestante é estimulada a ter um parto normal, recebendo orientações e suporte integral de uma enfermeira obstetra, que também realiza o parto. O marido ou familiar da gestante pode ficar o tempo todo na sala de parto, dando apoio à futura mamãe.

Além das enfermeiras, há sempre uma equipe de ginecologistas-obstétras de plantão no CPH, que tem uma localização estratégica dentro do hospital, anexo ao centro cirúrgico, para facilitar a remoção da parturiente quando há necessidade de um parto cesárea.

Unidade Neonatal
Esta área conta com 10 leitos de UTI Neonatal, para os bebês recém-nascidos que necessitam de cuidados intensivos e emergenciais, 12 leitos de Cuidados Intermediários (UCIN), para onde são encaminhados os bebês que já apresentam uma recuperação importante após a permanência na UTI, e 4 leitos para Mãe Canguru, um tipo de humanização e assistência neonatal que está focado no contato precoce pele a pele entre mãe e o bebê prematuro, pelo tempo que quiserem. Além da mãe, o pai também pode participar. Esse tipo de humanização oferece ao bebê uma vivência da passagem da vida uterina para a extra-uterina, aumentando muito o vínculo entre pais e bebê. É um método importante para o desenvolvimento completo da criança.

Alojamento conjunto
Seguindo o conceito da humanização assistencial, o hospital optou pelo alojamento conjunto na área da maternidade. São quartos de dois ou quatro leitos, onde as mães ficam o tempo todo ao lado de seus bebês, aumentando assim o vínculo entre eles. Neste espaço, as mães também recebem suporte e orientação de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais, além de dicas de cuidados básicos que devem ter com seus filhos como amamentação, banho e vacinas.

Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical
Desde novembro/2009, o Banco Público de Coleta de Células de Cordão Umbilical do Einstein iniciou suas atividades junto à população atendida na Maternidade Dr. João Amorim. As células coletadas no M´Boi Mirim são encaminhadas ao laboratório de células-tronco do Einstein, onde são processadas e armazenadas, sendo disponibilizadas para utilização em transplantes de medula óssea, por exemplo. Essa disponibilidade abrange toda a população brasileira sem nenhum custo adicional para o receptor.

Programa Mãe Paulistana
A maternidade do Hospital também conta com o Programa Mãe Paulistana da Prefeitura de São Paulo. A Rede de Proteção à Mãe Paulistana oferece assistência integral às gestantes de toda a cidade. Possui um sistema moderno, que acompanha os atendimentos realizados - inclusive dos bebês, durante seu primeiro ano de vida - e garante uma assistência de qualidade. As gestantes recebem atendimento gratuito nas Unidades Básicas de Saúde, em ambulatórios especializados e nos hospitais do SUS.

Participação no Programa Mãe Paulistana
Para inscrever-se na Rede de Proteção à Mãe Paulistana, basta que a gestante procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa.

© copyright Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch 2010 | Todos os direitos reservados